A REN, enquanto empresa socialmente responsável, promove a responsabilidade ambiental e a conservação da natureza. A biodiversidade é, por isso, um dos valores mais importantes para a REN na avaliação do impacto das suas infraestruturas no meio ambiente. Reflexo disso mesmo, na construção de linhas de muita alta tensão, a REN tem como preocupação minimizar o impacto sobre a avifauna, instalando regularmente dispositivos anticolisão de aves e plataformas para promover a nidificação em locais apropriados.

Ao nível da conservação da natureza, a REN defende ativamente a preservação da nossa floresta através da limpeza dos corredores de segurança das suas linhas e participando em iniciativas de sensibilização da sociedade civil como o Movimento Eco. Ainda neste campo, através do programa de reflorestação, a REN já plantou mais de 420 mil árvores nos últimos anos e tem como meta chegar às 875 mil até 2017.

A REN privilegia uma relação com as comunidades locais e parceiros e, para tal, promove regularmente iniciativas com as populações para uma intervenção equilibrada na gestão do território. Reflexo do compromisso neste campo, a REN está entre as empresas que melhor disponibilizam informação sobre as políticas e atividade da empresa no domínio das alterações climáticas. O seu papel pioneiro foi reconhecido com o Prémio Regional Award, da International Association for Impact Assessment - IAIA, uma organização que promove as melhores práticas ambientais em 120 países do mundo.

Enquanto empresa ética e socialmente responsável, a REN foi reconhecida internacionalmente como Best Corporate Citizen pelas melhores práticas de cidadania corporativa. Assim, está entre as empresas que melhor cumprem as recomendações relativas ao governo das sociedades e em 2013 foi novamente classificada com triplo A em corporate governance, num estudo realizado pela Universidade Católica. É membro fundador do projeto GestaoTransparente.org, que pretende sensibilizar o setor empresarial e a sociedade civil para os problemas associados ao fenómeno da corrupção, assim como para as vantagens advenientes de uma identificação prévia dos seus riscos e implementação de políticas e ações internas e externas de promoção da transparência e combate à corrupção.

O desenvolvimento das comunidades envolventes e a preservação do património histórico e cultural é uma prioridade para a REN, que apoia o empreendedorismo e projetos socialmente relevantes para um desenvolvimento sustentável eficaz.

A gestão sustentável dos recursos humanos é de extrema importância para a REN, sendo o equilíbrio entre géneros uma meta cada vez mais real. A empresa desenvolve ainda uma política de formação orientada para o desenvolvimento organizacional e individual dos colaboradores, com 41.225 horas de formação em 2013, promovendo também ações de formação internas e apoios financeiros para a formação externa. 

A participação de colaboradores da REN em iniciativas e acções de voluntariado empresarial, incentivando o espírito solidário e o trabalho em prol da comunidade, são incentivados, tendo sido criado um programa específico para esse efeito, o Programa Share. 

A REN coloca o conhecimento da investigação ao serviço do desenvolvimento equilibrado. Em 2013 foi uma das 100 empresas portuguesas que mais investiu em investigação & desenvolvimento. Criou, com a State Grid Corporation of China, um centro de investigação e desenvolvimento: o R&D Nester, que coloca Portugal no centro da investigação internacional, envolvendo as melhores universidades nacionais e internacionais. Relevante é também a ligação com o Lisbon MBA, do qual a REN é membro fundador, e o Prémio REN, que premeia há 18 anos as melhores teses de mestrado na área da energia.